O que tem de diferente o novo partido de Marina Silva, lançado neste sábado

Cuité Pb online | 15:07 | 0 Comentários

Partilhar

Após dois anos de discussão, a criação do partido defendido pela ex-ministra Marina Silva deve ser aprovada nesse sábado, em Brasília, no Encontro Nacional da Rede Pró-Partido. São esperadas cerca de mil pessoas, principalmente cidadãos comuns, mobilizados por meio das redes sociais.
Foram convidados políticos de diferentes partidos, que têm participado das discussões. Mas, por enquanto, não são esperadas adesões de quem tem mandato. A expectativa é que isso ocorra em outubro, após o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para que não haja prejuízo à atuação parlamentar.
A minuta de estatuto a ser submetida à aprovação dos participantes traz, como inovação, a possibilidade de o novo partido – chamado provisoriamente de “Rede” – ceder até 30% das vagas nas eleições proporcionais para candidaturas “cívicas independentes”.
Essas vagas serão oferecidas para não filiados, pessoas que se negam a manter vínculos orgânicos com partidos políticos, mas querem exercer mandato parlamentar para defender movimentos e causas sociais legítimas.
No evento de sábado, devem ser aprovados estatuto, programa e nome da nova legenda. A tendência é que a palavra “Rede” seja mantida, já que o movimento atual principalmente por meio de redes sociais, mas deve estar acompanhada de algum complemento. O termo “partido” está excluído.
O estatuto proíbe doações de empresas do setor de bebida alcoólica, cigarro, arma e agrotóxicos a campanhas dos candidatos da nova legenda. Prevê a realização de prévias partidárias para escolha de candidatos a cargos majoritários e de um comitê da sociedade civil, que funcionará como uma espécie de “ombudsman coletivo”.
Valor

Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!