Do Fundo do Baú

Cuité Pb online | 19:16 | 1 Comentários

Partilhar

Reportagem do jornal Diário da Borborema com o título: "Morte de 'Comadre Maria' Consternou os Cuitensses", em 10-08-1985. Vereadora Maria José de Souto. 



Olá pessoal mais uma vez. A matéria do jornal campinense Diário da Borborema de 10 de agosto de 1985, repercute ainda o falecimento da querida parteira, vereadora e Presidente da Câmara Municipal Maria José de Souto, mais conhecida como "Comadre Maria" e também "Maria de Elizeu". Neste matéria traz o impácto que a morte de sua querida vereadora trouxe para o município e em todo o Curimataú. A população enlutada ainda não absorveu esta triste perda, já que tinha a simpatia de toda a sociedade cuiteense. O seu sepultamento contou com a presença de grande parte da população local e a presença de muitas autoridades da região.

Maria José de Souto, nasceu no dia 28 de setembro de 1919 no município de Pedra Lavrada, Seridó Paraibano. Veio para Cuité ainda jovem, residindo primeiramente na zona rural, depois fixando residência na cidade. Conseguiu em pouco tempo fazer muitos amigos pela sua carisma pelo seu trabalho realizado de parteira. Considerada uma mulher de uma condição humana extraordinária, por muitas vezes viajava dezenas de quilômetros, a pé, para assistir a uma parturiente, não cobrando nada pelo seu trabalho. Atendeu em sua vida cerca de 20 mil casos, podia-se dizer que "Comadre Maria" deu a luz a boa parte da população do Curimataú, onde exerceu esta função por mais de trinta anos. 
No ano de 1950, ingressou no município como funcionária da Secretaria de Saúde, no governo municipal de Basílio Magno da Fonseca, onde até o dia de sua morte trabalhou no Hospital e Maternidade Nossa Senhora das Mercês. Recebeu elogios pelos próprios médicos e pelas demais parturientes, pois era detentora de uma maneira toda especial de atender as pessoas.

Ingressou na vida pública, candidatou-se a vereadora pelo PDS, nas eleições de 1982, tornando-se a primeira mulher cuiteense a conseguir ingressar na Casa Plácido Almeida (Câmara Municipal). "Comadre Maria" obteve uma votação histórica, conseguindo consequentemente a presidência da Câmara Municipal, em subustituição ao seu colega vereador Jailson Gomes de Andrade, cargo que exerceu até sua prematura morte ocorrida em 31 de julho de 1985. O falecimento de "Comadre Maria", consternou a todos no Curimataú, e foi decretado luto oficial de três dias pelo então Prefeito Municipal Dr. Jaime Pereira da Costa Filho. Os gestos e atitudes desta sonhora que empenhou sua vida inteira para ajudar o próximo ficará para sempre na memória e história de todo uma geração de Cuité e em todo o Curimataú. 

Fonte: Historia de Cuité

Category:

Um comentário:

  1. Só para lembrar:
    Ela faleceu na cidade de João Pessoa no Hospital Edson Ramalho, após dias de internamento. O translado do corpo para Cuité foi feito no avião do governo do estado da Paraíba.
    Prof. J. Pereira

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!