Coluna Emyle Farias

Cuité Pb online | 15:06 | 1 Comentários

Partilhar

Lembranças e devaneios

Por Emyle Farias


 No banco daquela praça
Eu já perdi a graça
Sentada esperando
Mas também foi naquele banco
Que ganhei o maior abraço
Dele me fiz e refaço
Quando a solidão vem e passa
Foi no banco daquela praça
Que a simplicidade fez moradia
Hoje a praça virou saudade
Da minha infância e alegria.

Category:

Um comentário:

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!