AGORA: Encontrado corpo no distrito de Santa Luzia em Picuí/PB

Cuité Pb online | 16:48 | 1 Comentários

Partilhar


Foi encontrado morto em sua residência DAMIÃO PEREIRA DE OLIVEIRA, com 61 anos, nascido em 16 de março de 1950, filho de Elvira Maria do Carmo Pereira e de José Pereira de Oliveira, residente na Rua José Maria da Costa Lima, s/n, ao lado da repetidora do sinal de TV, distrito de Santa Luzia, Picuí/PB.

Segundo moradores de santa Luzia a última vez que haviam visto Damião foi por volta das 23:00 hs da terça-feira,03/01/2012, alcoolizado andando pelas ruas, desse dia em diante ninguém obteve notícias de Damião, vindo na manhã de hoje quando crianças brincavam próximo a casa do mesmo verem sangue saindo da casa foi quando populares abriram a mesma e viram Damião estirado ao chão com sangue por toda parte.

Damião era acostumado a se entregar ao vicio da bebedeira, fato comprovado dentro de sua residência com "burrinhos- vasilhames" de cachaça espalhado pela casa, o mesmo já não possuía nenhum documento e quando era necessário era atendido no posto médico local, segundo funcionários do posto local informaram que Damião esteve naquele local, procurando saber se havia médico mas não informou qual era o problema com ele, indo embora ao saber que não havia no Posto.

Damião morava sozinho e os filhos do mesmo residem em cidades do Rio Grande do Norte e nunca deram atenção ao pai, somente primos que residem em Santa Luzia davam de comer a ele e uma parenta da cidade de Picuí dava auxilio ao mesmo.

Para quem não se lembra na casa de Damião Pereira, foi cena de um homicídio ocorrido no ano de 2011 em que ANTONIO FIDÉLIS DA SILVA, conhecido por PITA, matou a golpes de barrote de madeira o Sr. REGIVALDO DOS SANTOS SILVA, de 37 anos e agrediu Damião Pereira, respondendo por Tentativa de homicídio contra este.

Era de conhecimento de algumas pessoas que Damião queixava-se de dores abdominais, podendo ser úlcera, cirrose, fato este que leva a polícia no primeiro momento a descartar a hipótese de homicídio que só poderá ter absoluta certeza após laudo expedido pelo NUMOL de Campina Grande, visivelmente não foi constatado pelos policiais no local ferimento de arma de fogo ou cortante.





Blog da 7ªDRPC

Category: ,

Um comentário:

  1. É lamentável perceber que a cada dia aumenta as vitimas do descaso, ta certo que ele era alcoólatra mas isso não é desculpa para a família deixar ao Deus dará o próprio pai, ele morreu não por doença, mas por desprezo das pessoas a quem ele deu a vida, tenho pessoas próximas alcoolatrias e q a família nunca abandonou, pelo contrario, mora em casa, hj já é idoso, mas se todos lhe tivessem virado as costas certamente estaria morto, não ha nada pior que o desprezo.

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!