Promotoria de Cuité terá vigilância armada e monitoramento eletrônico

Cuité Pb online | 21:56 | 0 Comentários

Partilhar

Doze Promotorias de Justiça terão vigilância armada e monitoramento eletrônico a partir de fevereiro


A vigilância armada durante o horário de expediente, com monitoramento eletrônico a partir das 13h, em 12 Promotorias de Justiça localizadas em várias regiões do estado, será implantada a partir do dia 1º de fevereiro de 2013. A data foi definida na tarde da segunda-feira (17), durante reunião do Comitê de Políticas de Segurança Institucional (Comitê Gestor de Segurança – CGS) do Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB).

A colocação de vigilância armada e do monitoramento eletrônico, que integram parte do projeto da 'Promotoria Segura', vai atender, nesta primeira etapa, as Promotorias de Justiça de Araruna, Cajazeiras, Catolé do Rocha, Conceição, Cuité, Guarabira, Itaporanga, Monteiro, Pedras de Fogo, Piancó, Princesa Isabel e Santa Rita.


Na reunião, presidida pelo procurador-geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho, também ficou confirmada a realização dos cursos em direção defensiva, de tiro e primeiros-socorros avançado, voltados aos membros das Promotorias de Justiça. No cronograma que está sendo elaborado para 2013, o Curso de Primeiros Socorros Avançado será em parceria com o Corpo de Bombeiros. Já o Curso de Direção Defensiva será em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF); e o Curso de Tiro será ministrado pelo próprio Gaeco do MPPB.



O CGS é composto, além do procurador-geral, pelo promotor de Justiça Bertrand Asfora, coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias Criminais e das Execuções Penais da Paraíba (CaoCrim); pelo promotor de Justiça Octávio Paulo Neto, coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado na Paraíba (Gaeco); pelo promotor Francisco Seráphico da Nóbrega, do Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap); e pelo procurador de Justiça Alcides Orlando de Moura Jansen, corregedor-geral do MPPB.



Participaram da reunião dessa segunda-feira, além de Oswaldo Filho, Alcides Jansen e Bertrand Asfora, o promotor de Justiça Herbert Vitório Carvalho (Gaeco), major Werton, da Assessoria Militar do MPPB, e os servidores Juca Martins (Comissão de Licitação) e Lílian Machado Raimundo de Lima, que secretaria o Comitê Gestor de Segurança.



O Comitê Gestor de Segurança do MPPB é encarregado de analisar os problemas apresentados para, em seguida, propor a adoção de políticas, planos, projetos e ações, de modo a resguardar o patrimônio, os ativos informacionais, a integridade física dos membros e servidores da instituição, garantindo-lhes condições satisfatórias para o desempenho das atividades.



Ascom

Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!