Onde Andarás a Placa de Inauguração do Mercado Público Municipal?

Cuité Pb online | 15:02 | 0 Comentários

Partilhar

Saudosa placa em mármore na entrada principal do Mercado Público Municipal

Esta placa encontrava-se no Mercado Público de Cuité e desapareceu "misteriosamente". Esta placa celebra a construção do Mercado Público Municipal de Cuité na administração do então Prefeito Municipal o Sr. Jaime da Costa Pereira (administração de 1959 a 1963) em 25 de julho de 1963, ou seja, a cerca de 51 anos no mesmo local sem intromissões. Localizava-se na entrada principal do referido mercado, onde atualmente é sede do Artesanato de Cuité, que aliás é uma belíssima obra que mostra toda a arte e talento do povo cuiteense, pela atual administração municipal. Cobramos uma explicação as autoridades locais para que não seja apagada a "memória de Cuité".

 Fotografia do referido Mercado Público em 1963, quando foi inaugurado.

Cuité uma cidade que já sofreu com várias demolições de prédios, árvores históricas e monumentos históricos ao longo da história não pode sofrer mais este descaso histórico. 

Entre os prédios e monumentos que foram destruídos ao longo da história em Cuité podemos destacar: Primeira Igreja Matriz Nossa Senhora das Mercês construída no início do século XIX, Antigo Coreto da Praça Barão do Rio Branco construído em 1938, Monumento construído por Adauto Soares em 1945 na Praça Barão do Rio Branco, Sobrado do Vigário (Atual Prédio da Prefeitura Municipal) construído em meados do século XIX, Antigo Cemitério São Miguel com sua Capela em estilo barroco construído em 1858, Centenária Ingazeira localizada no Olho D'Água da Bica, Sobrado da Rua Getúlio Vargas (Antiga sede do Conselho Municipal e residência de Pedro Vianna da Costa construído no século XIX, demolido em 2008), Primeiro Colégio Vidal de Negreiros (localizado onde atualmente está o Banco do Brasil) construído na década de quarenta, Casa onde serviu da Usina de Energia Termo-Elétrica em Cuité na Rua 17 de Julho, Casarão em frente a Praça Barão do Rio Branco que pertenceu ao Sr. Zacarias Gomes de Andrade construído na década de trinta, Casario na Rua Epitácio Pessoa e outras artérias da cidade, e outros prédios na zona urbana e rural que me falhe a memória, enfim infelizmente parte da sociedade não tem a preocupação de preservar seu passado e suas origens uma verdadeira afronta ao patrimônio histórico.
Quem tiver o paradeiro dela comunique através deste blog. HISTÓRIA DE CUITÉ Agradece a colaboração. 

"Preservar a memória de um povo é necessário para que haja um futuro consciente".

Historia de Cuité

Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!