Coluna Émyle Farias

Émyle Farias | 07:00 | 2 Comentários

Partilhar

- Vida no meu Sertão

Por Émyle Farias


A mocinha arruma um paquera
E o povo já comenta
Com essa idade já namora
A conversa logo aumenta.

Quando começa o namoro
Pra o pai e a mãe dizer
É melhor falar ligeiro
Antes que falem por você.

A velha fuchiqueira diz
Que o rapaz está 'enrolando'
O namoro faz muitos anos
Que já era pra "tá casando".

Tenha calma Dona Fuchico
Diz o moço tranquilamente
Casamento hoje em dia
Não é como antigamente.

Quando há o casamento
Na igreja todos vão
Também lá ninguém escapa
Das fuchiqueiras de plantão.

Quando nasce o primeiro filho
A fuchiqueira diz: minha filha!
Ter duas crianças é melhor
Pra te servir de companhia.

Quando o segundo nasce
A mesma que disse: um é pouco!
Agora diz que está demais
Dois filhos é coisa de louco.

E assim continua
A vida no meu sertão
Um povo hospitaleiro
Prestativo e guerreiro
Que guardo no coração.

Comentários e conversas
Faz parte do dia-dia
De um povo que nunca esquece
De agradecer a virgem Maria
Pelo amor e muita fé
Pela graça de cada dia.

Category:

2 comentários:

  1. Venho por meio desta parabenizar a jovem Émyle, sou um grande fã, sempre que posso acompanho seus textos, sempre muito claros a respeito de todo tipo de tema!

    ResponderExcluir
  2. Esta é a nossa realidade sertaneja. Pena que esse desenvolvimento desenfreado está atropelando.
    Parabéns. Adoro suas colocações.

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!