DINHEIRO NAS PREFEITURAS

Cuité Pb online | 18:03 | 10 Comentários

Partilhar

Os Municípios brasileiros vão receber o segundo decêndio do Fundo de Participação de Municípios (FPM) do mês de janeiro nesta sexta-feira, 18. O repasse é de R$ 810.861.128,62, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). E em valores brutos, o montante é de R$ 1.013.576.410,78.

O levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) calculou que o repasse está 11,5% maior que o estimado pela Secretaria da Receita Federal (SRF) para o decêndio, 20,9% maior que o mesmo repasse do ano de 2012 em termos nominais e 14,5% maior em termos reais. O acumulado do primeiro e segundo decêndio soma R$ 3,8 bilhões em valores nominais.

Em comparação com os anos anteriores, a CNM avalia que até este segundo decêndio o acumulado está no mesmo patamar de 2011. Para o presidente da CNM, Paulo Ziulkoski o Fundo sinaliza uma recuperação lenta aos mesmos valores de 2011. “Os gestores precisam planejar seus gastos e ter cautela”, aconselha o líder municipalista.

Fonte: CNM

Category:

10 comentários:

  1. é muito dinheiro que vem para as prefeituras, inclusive aqui em cuite.Dinheiro que dava pra pagar insalublidade para garis e coveiros,o dinheiro vem mas falta calçados, luvas,mascaras, capacete, uniformes e protetor solar, a prefeitura nao ligam para os garis nem os coveiros que sao a clase mais trabalhadoras do municipio. o dinheiro da insalubridade dos garis e coveiros vem, mas eles usam para outros fins sem nenhuma explicaçao!!!

    ResponderExcluir
  2. ESTÁ ACONTECENDO ACONTECENDO IRREGULARIDADE NA ATUAL GESTÃO MUNICIPAL, SÓ UM LOUCO É QUE NÃO VER...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Prefeita não está nem ai, os parentes já estão nomeados como secretarios e ela já foi pra praia e vocês são é bestas eu acho é pouco.

      Excluir
  3. esta acontecendo tudo isso mesmo com os garis,nao tem luvas, nao tem capacetes, nao tem uniformes, se tiver algum problema de saude eles tem que se virar pq o dinheiro vem mas é pouco pq é a unica cidade da regiao que eu vi falar que nao paga insalubridade aos garis isso é uma vergonha para nossa cidade que é considerada como a capital do curimatau paraibano.

    ResponderExcluir
  4. A POPULAÇÃO CARENTE DE CUITÉ ESTÁ SENDO ATENTIDA NO MUNICIPIO DE NOVA FLORESTA EM RAZÃO DA FALTA DE MEDICAMENTO E MATERIAL DE LABORÁTORIO E ATENDIMENTO ODONTOLOGICO...

    ResponderExcluir
  5. isso é um desrespeito com os funcionários públicos dessa cidade, coveiro e garis trabalham de sol a sol mas não tem direito o que realmente é deles.
    cadê a preocupação que dizem ter com o funcionário público de cuité?, os trabalhadores não recebem insalubridade , calçados de boa qulidade, luvas, mascaras, equipamentos de segurança como por exemplo capacetes, nem protetor solar essa prefeitura fornece aos seus garis e coveiros, acho que talvez os gestores saibam que a alta exposição aos raios solares causam cancer de pele. aí vem a pergunta, qual vai ser o futuro desses trabalhadores? possivelmente não consigam nem se aposentar e usufruir dos seus direitos de cidadão, e a prefeitura não ta nem aí. cuité não paga insalubridade a seus garis, isso é uma vergonha e um desrespeito com o trabalhador.

    ResponderExcluir
  6. gente o caso é sério há poucos dias um gari se acidentou com um tambor de lixo que caiu na sua cabeça, ele ja vai gastando quase mil reais com exames e medicamentos e prefeitura não lhe presta nenhuma assistência. e a insalubridade ninguém fala nada, o trabalhador que se ferre. ninguém ta nem aí.

    ResponderExcluir
  7. As atividades exercidas pelos garis envolvem o contato permanente com lixo urbano, sendo evidente o risco de contaminação por agentes biológicos, já que o material recolhido nas áreas públicas são fontes de contaminação. entendeu-se que ficou caracterizada a insalubridade em grau máximo, nos termos do Anexo 14 da NR-15, da Portaria 3.214/1978 do Ministério do Trabalho e Emprego.o gari tem contato com animais mortos, sendo que eles podem tornar-se fonte de contaminação para o manipulador.o tambem procedimento para recolher animais mortos nas vias públicas, com a utilização de luvas ou sacolas plásticas. De fato, nesse serviço de gari, como mostra a observação dos fatos do cotidiano (artigo 335 CPC),tem contato com a poeira da varrição e coleta de todo tipo de detrito, que deve ser classificado como lixo urbano, porque outra denominação não lhe pode ser atribuída. Apanhando e recolhendo o lixo urbano encontrado nas ruas e praças da cidade, está o obreiro sujeito, em potencial, a todo tipo de contaminação, pelas vias aéreas, por exemplo, não podendo ser negado o grau máximo de insalubridade",
    http://pndt.jusbrasil.com.br/noticias.

    ResponderExcluir
  8. ESSA LEI DA INSALUBRIDADE ESTÁ SENDO DESCUMPRIDA EM CUITÉ.

    ResponderExcluir
  9. Em Cuité existe alguma lei prevendo o pagamento da insalubridade?

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!