DO FUNDO DO BAÚ

Cuité Pb online | 11:34 | 3 Comentários

Partilhar

Matéria do Jornal Diário da Borborema sobre a expectativa de construção de um açude público no Município de Cuité de 20 de abril de 1980

Olá pessoal mais uma vez. Trago aqui uma matéria exposta no Jornal campinense Diário da Borborema de 20 de abril de 1980 sobre a esperança do povo cuiteense na construção de um açude público no município. Cuité não tinha naquela época açudes de médio a grande porte que pudessem abastecer sua população. Com as constantes estiagens no semi-árido nordestino e consequentemente com a grande seca registrada entre os anos de 1979 e 1980, houve uma nessecidade da população pela construção de tal reservatório d'água. 

O local inicialmente proposto seria no "Boqueirão do Japi", onde captaria água dos rios Campo Comprido e Jacú (Japi) e vários riachos. Porém o local final ficou sendo na localidade ao lado da Serra do Remanso, formando o Boqueirão do Campo Comprido, onde a capacidade hídrica do açude é de aproximados 12.367.300 m3 de água. Esta obra foi iniciada em 1983 e concluída em 1985, no Governo Estadual de Wilson Braga e municipal de Dr. Jaime da Costa Pereira Filho. O Açude ficou conhecido com Açude "Boqueirão do Cais". 

Atualmente existe um projeto de construção de outro reservatório no Boqueirão do Japi. O “Açude do Japí” , com está sendo conhecido, irá inundar uma área aproximada de 700 hectares e será abastecido pelos rios Campo Comprido e Jacu (Japí), além de vários riachos, com uma capacidade para armazenar 50 milhões de metros cúbicos d’água. O projeto que foi orçado no ano de 2005 no valor de R$ 15 milhões, atualmente os custos já ultrapassam os R$ 30 milhões. Mas estas obras são assuntos para uma próxima abordagem.

Confira abaixo a matéria do Diário da Borborema:


Boqueirão do Japi em 1980. Local onde seria construído o grande reservatório d'água.


FONTE BLOG HISTORIA DE CUITÉ/ 



Category:

3 comentários:

  1. Caro Jônatas
    Vou mais longe. Em 1953 foi enviado dinheiro para a construção do açude do Japi.
    Quem foi no local tem uma base feita de pedra e cal.
    É muito tempo de espera. Só o transcendente saberá quando será construído. Talvez os nossos bisnetos vejam esta redenção no nosso semiárido.
    Prof. José Pereira

    ResponderExcluir
  2. Como eu já tenho neto, pra bisneto falta pouco tempo, mas acredito que sai agora no Governo de Dilma.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Dagmando pela publicação desta matéria. José Pereira, obrigado pelos maiores esclarecimentos. Abraços a todos.

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!