Picuí-PB: Setor Mineral da região vive processo de transformação econômica

Cuité Pb online | 21:22 | 0 Comentários

Partilhar

O subsolo Do município de Picuí e região  , é constituído por rochas  portadoras  de  bens  minerais  de  grande valor econômico . A indústria  extrativa  mineral  nesta região   envolve o aproveitamento econômico de diversas  substâncias minerais, incluindo minerais metálicos, não-metálicos,  rochas ornamentais de emprego direto na construção civil.Porém a relevância da produção mineral se prende ao aspecto social, além do econômico. A atividade é da pequena mineração, intensiva em mão de obra e carente de recursos.
 
Os principais minerais extraídos são a mica utilizada na indústria, de várias formas  a mica  moída é aplicada na produção de tintas e nas indústrias de materiais de transportes, eletrodos, cerâmica e como lubrificante na perfuração de poços de petróleo, na forma de lâminas, a mica encerra suas aplicações nas indústrias eletro-eletrônicas e de condutividade termelétrica,na  forma de  placas as micas são utilizadas na fabricação de secadores de cabelos, máquinas de lavar louças, máquinas injetoras, coletores,  as fitas de papel de mica são mais específicas, utiliza-se em condutores elétricos, motores e geradores de média e alta tensão. além de outras utilidades e  o Feldspato que é usado na indústria cerâmica.
 
  Há mais de 60  anos são extraídos  minérios nessa região , mas nunca houve avanços e investimentos nesse setor por parte dos governos  esta acontecendo  no governo de   Ricardo Coutinho Em um ano, mais de R$ 3 milhões foram repassados em crédito para cooperativas de mineradores do Seridó através da nova linha de crédito criada pelo governo do estado Empreender PB.  Além da liberação do crédito os agentes do governo atuam para garantir melhores condições de trabalho dos garimpeiros. e recentemente o Governo do Estado, por meio do projeto Cooperar, irá  liberar  mais de R$ 1, 5 milhão para projetos produtivos de apoio as cooperativas de mineração de nossa região que são elas a (COOPERMINERAL) Frei Martinho,  (COOGARIMPO) Nova Palmeira, (COOMIPEL) Pedra Lavrada, (COOPICUÍ)Picuí . Além das Cooperativas de mineradores de  Várzea e Junco do Seridó
 
Para o técnico em mineração estagiário  da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais da Paraíba (CDRM), Antônio de Pádua Sobrinho , o acompanhamento do Governo tem ajudado a diminuir a informalidade da atividade  no Estado. “Antes os garimpeiros vendiam a atravessadores, a matéria prima era desvalorizada e os trabalhadores ficavam na informalidade. Hoje, estamos fiscalizando os garimpos, orientando na extração, levantando as necessidades de equipamentos, fazendo o acompanhamento diário da produção. Tudo isso para agregar valor e garantir uma qualidade de trabalho digna para os garimpeiros”, disse.

Para o presidente da COOPICUÍ, Tony Henriques  o crédito fornecido pelo Governo tem ajudado na aquisição de equipamentos e, consequentemente, na melhoria das condições de trabalho. “Com o crédito liberado para a cooperativa adquirimos equipamentos que nunca tivemos condições de comprar. O trabalho que levava semanas, agora pode ser feito em um ou dois dias , não havia apoio para nós em outros governos , se compararmos o que conseguimos hoje , anteriormente estávamos parados ” Disse.

Para Marcelo Falcão coordenador   do Programa de Desenvolvimento da Mineração Paraibana (Promin),esses heróis anônimos produzem riquezas, mas não têm a recompensa merecida devido à falta de união, organização e condições necessárias e adequadas para produzirem mais e melhor.  “Nossa meta e expectativa é agregar valor a essas riquezas gerando renda para nossos municípios, estado, país, além dos pequenos mineradores e suas famílias que diretamente serão beneficiadas, acredito no potencial desta região, é importante  implantar uma conscientização cooperativista na região e tornar as cooperativas competitivas para o  mercado, reduzindo a informalidade e garantindo melhores condições de trabalhos para os pequenos mineradores, ainda existem muitos na informalidade e estamos tentando reverte esta realidade.”Disse
 
“O  governo estadual  esta dando o acesso ao crédito as cooperativas , através do Empreender –PB, permitindo o acesso a recursos, que  estão sendo   utilizados para melhorar as condições de trabalhos  aos pequenos mineradores  , como  foi o caso de Picuí que adquiriu  uma Pá Carregadeira e  Frei Martinho que adquiriu   uma  Retroescavadeira para melhorar as condições de trabalho nas frentes de lavras e aumentar a produção  , além de investimentos financeiros  estamos capacitando estes mineradores recentemente em  parceria com SENAI/PB, promovemos mais um curso de formação e capacitação para pequenos mineradores e garimpeiros na região do curimataú.,desta vez o  curso  foi de capacitação em desmonte de rochas por explosivos e formação de blaster que realizamos em Pedra Lavrada atendendo membros da cooperativa do mineradores de Picui  e da cooperativa local e em Nova Palmeira onde foram atendidos membros da cooperativa de mineradores de Frei Martinho e da cooperativa local , dentro de alguns dias estaremos promovendo outros cursos.” Concluiu

Antonio de Pádua Sobrinho

Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!