Caso de câncer raro operado no Hospital de Picuí publicado em revista internacional

Cuité Pb online | 23:31 | 0 Comentários

Partilhar

RELATO DO CASO

Paciente A.F.S. do sexo masculino, idade 61 anos, morador da cidade de Picuí, compareceu ao Serviço de Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial do Hospital Regional Felipe Tiago Gomes, em Picuí-PB, relatando um “caroço " na bochecha incomodando há 8 anos ". Esta lesão tinha sido previamente removida, mas apresentara recidiva local. A história médica do paciente não apresentou relatos de patologias importantes de ordem sistêmica, sem histórico de etilismo, tabagismo e câncer na família.

No exame clínico intra-bucal, a mucosa bucal mostrou uma lesão com aspecto tumoral. Ela tinha a mesma cor normal da mucosa, crescimento lento e exofítico e implantação séssil. Também tinha uma superfície lisa e bem definida.

Portanto, exames de imagem foram solicitados. Ao exame de imagenológico em TC corte coronal com janela para tecido mole, observou-se imagem nodular, com densidade de partes moles, limites parcialmente nítidos, medindo aproximadamente 2x2x1cm.

Foi realizada uma biópsia incisional e exame histopatológico corado com hematoxilinaeosina, que revelou proliferação densa de células ovais ou alongadas, compatível com a imagem de neoplasia de glândula salivar. Realizamos também um exame imunohistoquímico para esclarecer a origem histogenética e da lesão. A avaliação imunohistoquímica foi positiva para anticorpos AE1/AE3, S-100, p63 e Ki-67 em cerca de 25% células neoplásicas, resultando em um perfil consistente com uma epitelial mioepitelial carcinoma com alto grau de transformação.

Procedimento cirúrgico

Sob anestesia local e sedação, o paciente foi submetido a uma incisão elíptica, comuma margem de segurança de um centímetro para a remoção da lesão. Então estenovo espécime foi enviado para exame histopatológico e análise imuno-histoquímicapara confirmação do diagnóstico.

Foi realizada uma biópsia incisional e exame histopatológico corado com hematoxilinaeosina, que revelou proliferação densa de células ovais ou alongadas, compatível com a imagem de neoplasia de glândula salivar. Realizamos também um exame imunohistoquímico para esclarecer a origem histogenética e da lesão. A avaliação imunohistoquímica foi positiva para anticorpos AE1/AE3, S-100, p63 e Ki-67 em cerca de 25% células neoplásicas, resultando em um perfil consistente com uma epitelial mioepitelial carcinoma com alto grau de transformação.

Durante 6 meses de acompanhamento, a área apresentou aspecto normal da mucosa bucal sem sinais de recidiva (reaparecimento) tendo sido considerado sucesso o tratamento proposto.

O Dr Edgleys Porto aproveita para agradecer pelo apoio que recebeu de todos no Hospital Regional. “Quero compartilhar com todos que fazem o Hospital Regional de Picuí, principalmente na pessoa do dr. Rommel Marques, quem tem dado todo apoioao nosso trabalho, o primeiro caso nosso operado no Hospital Regional de Picui que tivemos a alegria de publicá-lo em uma revista internacional (The Open Dentistry Journal). Parabéns a todos e continuemos na luta levando a bandeira do Hospital Regional de Picuí aos mais diversos lugares do mundo. Obrigado a todos. Logo em breve teremos muito mais. Obrigado meu Deus!”

Segue abaixo o link para a ver o artigo original publicado na revista The Open Dentistry Journal.


Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!