Prefeito da PB anuncia redução do próprio salário e cancela festival

Cuité Pb online | 20:14 | 3 Comentários

Partilhar

O prefeito do município de Maturéia, Daniel Dantas (PMDB), decretou estado de calamidade e anunciou nesta terça-feira (8) que vai reduzir o próprio salário, em 30%, no sentido de economizar para enfrentar os efeitos da seca na região. O gestor revelou ainda que cancelou o Festival do Frio programado para acontecer no início de junho.

“Não temos clima para realizar festa com tanta seca e fome no município. Tivemos que adotar no sentido de economizar e podermos aplicar em medidas que ajudem a população”, frisou o prefeito.


Daniel Dantas disse ainda que além da redução do salário e cancelamento da festa também determinou a suspensão de diárias, de novas gratificações e de novos contratos. “Faremos contratos apenas para garantir o abastecimento de água no nosso município que já é abastecido 100% por meio de carros pipa”, disse.


De acordo com o prefeito, o açude Riacho da Moças que abastece a cidade está com apenas 30% de sua capacidade máxima, com risco de secar até o final do ano. “Estamos temerosos com essa possibilidade do açude não poder abastecer a cidade”, destacou.
 
Fonte: PolíticaPB

Category:

3 comentários:

  1. agora resta saber se Euda vai fazer as 6 noite de festa que ela vem anuciando nas radios, e nóis aqui do sitio, no municipio de cuite com uma seca desta sem agua, animais morendo de fome. Com isto imagina ter dinheiro para ir a festa. Ela deveria olhar mais por nóis aqui do gama e região que nem estrada tem mais para nóis ir pra feira e eu que era eleitor dela Ze Luiz. tempos Novos!!!

    ResponderExcluir
  2. Acho que a prefeita vai afazer igualzinho ao prefeito que baixou o seu salário por causa da seca.

    ResponderExcluir
  3. Agricultor florestense9 de maio de 2012 18:11

    Este prefeito corre o risco de ser punido pelo seu próprio partido.Sabe por que ? Porque o mesmo está pensando e agindo da mesma forma que o governador atual,no que diz respeito à situação em que se encontram a maioria dos municípios nordestinos.Acho uma falta de sensibilidade muito grande por parte daqueles que ainda insistem em promoverem festas juninas num momento tão delicado.O tiro pode sair pela culatra,pois assim como os jovens festeiros podem aplaudir,os agricultores e demais cidadãos podem reprovar tal iniciativa.

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!