Curimataú receberá cerca de R$ 200 mil através do Territórios da Cidadania

Cuité Pb online | 14:20 | 0 Comentários

Partilhar

Dez cidades compõem o território, terceiro a ser lançado o programa que investe nos municípios que promovem empreendedorismo.

Um dos territórios da Paraíba que menos é abastecido pela água, o Curimataú, vai receber cerca de R$ 200 mil para desenvolver o programa Territórios da Cidadania. Com este novo instrumento, os gestores municipais poderão também aprovar projetos que melhorem a condição de vida na estiagem. Estas e outras informações foram compartilhadas nesta quarta-feira (30), em Barra de Santa Rosa, onde houve o lançamento do programa.

O empreendedor da cidade de Nova Floresta, Tony Andreson Guedes, dono da Canteiro Cheiro Verde, achou importante participar do lançamento. “Pretendo sempre me capacitar para melhorar na prestação dos meus serviços”, comentou. Ele comercializa 25 tipos de verduras. Começou em 2005, numa área de 600 m². Hoje, está num terreno de quase dois hectares, medindo 18 mil m².

O pequeno empresário passou de uma renda semanal de R$ 30,00 para R$ 15 mil. “Minha vida tem sido muito melhor, a cada ano, graças a esforços de uma equipe trabalhadora e de minha busca incessante pelo conhecimento”, explicou Tony. A Canteiro tem parcerias diversas, em muitas áreas, como a do Sebrae, instituição que ele mais se capacita e forma bons negócios, segundo o empreendedor.

Cidades do Curimataú como Picuí, mostram como administrar uma gestão empreendedora. O prefeito Buba Germano explanou como o município tem resolvido muitos problemas. Ele provocou os prefeitos presentes a procurarem os governos estadual e federal e apresentarem seus quadros políticos particulares. “Como cada cidade tem enfrentado essa dificuldade com a falta de água?”, questionou.

A exemplo de outros prefeitos do Cariri, ele está comprando o alimento da merenda escolar da agricultura familiar. “Em 2011, compramos 35% das verduras, legumes e frutas da merenda escolar do próprio município”, ressaltou. Segundo ele, foi criada a Casa do Agricultor, local para o homem do campo resolver tudo de burocracia que ele precisar e ter recebimentos de benefícios de maneira simplificada.

O prefeito de Barra de Santa Rosa lembrou em seu discurso do início da territorialidade na cidade, em 2005. “Nos unimos sempre para discutirmos a nossa defasagem em açudes, por exemplo. Temos que ter consciência de como economizar água. Estamos instruindo o pequeno produtor rural, estimulando a todos para olhar esta questão”, enfatizou.

Consultoria – A gestora do programa Territórios da Cidadania Curimataú, Heloísa Mirelli, disse que o trabalho em Barra de Santa Rosa começará pela consultoria empresarial. “Vamos ensinar como cada cidade deverá implementar a Lei Geral, que deve vigorar com abertura de licitação, compras coletivas etc.”, detalhou.

Apesar de pontualmente ter tratado dos problemas e possíveis soluções da estiagem, o programa vai desenvolver um trabalho nos seis territórios paraibanos focado na micro e pequena empresa. Os prefeitos serão estimulados a implementarem a Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) e a criarem ambientes empreendedores, como a Sala do Empreendedor.

O próximo lançamento do Territórios da Cidadania será nesta sexta-feira, 1º de junho, em Mamanguape, na Zona da Mata Norte da Paraíba. Nessa região, serão beneficiadas mais de 400 empresas de 19 municípios.

 Sebrae - PB

Category:

0 Comentários

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!