Histórias de 75 anos de emancipação Politica de Cuité. Por Eliel Soares

Cuité Pb online | 23:48 | 6 Comentários

Partilhar

Os Anos de 1936 e 1937 foram muito especial para a história de Cuité, desde o aspecto Político, passando pelas Artes  e o Esporte.  Mas existiram polêmicas em outros segmentos, veja o que encontrei em minha pesquisa:
1. O último prefeito a comandar o distrito de Cuité quando este ainda pertencia a Pícui, foi o Senhor Manoel  Lucas.

2. O Padre Luis Santiago ordenou a demolição da construção do Templo da Igreja Evangélica  Assembléia de Deus localizada a Rua  Vereador  Francisco Patrício de Araújo (Antiga Rua Quintino bocaiúva, nas imediações da Escola Estadual Maria das Neves  Lira de Carvalho ).

3. O Padre Luis Santiago,proibiu o sepultamento da Evangélica Francisca Emiliana (sepultada três dias após a morte ) no cemitério local.
4. Perseguiu o senhor Germano Alves Cardoso ( Pai do Pastor Ponciano Alves Cardoso ).

5. 26/02/1936, esteve aqui pela última vez o camareiro do Papa  Pio XI, o cuiteense João Clementino de Melo Lula. O Sacerdote nasceu na Casa grande da Fazenda Muralhas, hoje  pertencente a família Farias. Parte da vida sacerdotal de Cônego, foi dedicada ao Vaticano na cidade de Roma, faleceu na cidade do Rio de Janeiro.

6. O primeiro Juiz da Comarca de Cuité, após o desmembramento definitivo de Pícui foi Manoel Casado de Oliveira Nobre.

7. No Brasão de Armas e na Bandeira do Município de Cuité consta o ano 1784 e 1854, o primeiro   indica o ano de inicio do povoamento e da Construção de uma Capela em louvor a Nossa Senhora das Mercês pelos irmãos Caetano e Simplício Dantas Correia e 1854 indica a primeira  Emancipação Política.

8. O Hino de Cuité foi composto na oportunidade da Emancipação Política do Município, ocorrida  em 25 de janeiro de 1937; a letra e a música  é de autoria de  Nelson Mamede da Fonseca. No entanto  só no dia 14 de fevereiro de 1978, através da Lei 197/78, tornou-se reconhecido oficialmente.

9. O teatro no Município de Cuité tem inicio em 1937, com a professora Francisca Emília da   Fonseca Santos, conhecida como Dona Chicota, que enfrentou as dificuldades em geral, enfrentadas pelos pioneiros nordestinos no campo da arte cênica.

10. O primeiro time de futebol , surgiu entre os anos de 1936 e  1937 com o nome de Cuité Esporte Clube, entre eles estava o sapateiro  Durval, que fabricou a primeira bola de couro e deu muito incentivo á  agremiação.  Uma figura que se destacou no  time foi Manoel Pereira da Silva ( Manú ) com sede  própria, o Cuité Esporte Clube não tinha fins lucrativos.

11. 30/01/1937, o Padre Luiz Santiago, pede autorização ao Bispo D. Adauto para a devolução dos vasos de prata dos Santos olhos, que foram levados pelo Padre Agra para a Paróquia de São Sebastião, na cidade de Pícui.

12. 09/03/1937, Pedro Viana da Costa faz a doação de Terra para a construção da Igreja Matriz  Nossa Senhora das Mercês.
13. Em dezembro de  1936 Padre Luis Santiago lança o livro Serra do Cuité.
14. 1936 o senhor Pedro Simões Pimenta, recebeu visitas importantes em sua fazenda no povoado de Malhada da Cruz, como o Curandeiro Joaquim André, de Santa Cruz – RN, o Presidente Epitácio Pessoa, Padre Cícero Romão Batista e Antônio Silvino o terror dos sertões. Lá ocorriam animadas festas de São João, quadrilhas, forrós  animados, cirandas, bois de reis e João – redondo.

15. 1936 Julieta Lima e Costa, tornou-se a primeira professora de Nova Floresta, ainda distrito de Cuité. Leciona na Escola Elementar Rural Mista de Nova Floresta construída num terreno cedido pelo senhor Felinto Florentino.

16. O Município de Cuité foi criado através da sansão da Lei de Nº 99 assinada pelo governador Argemiro  de Figueiredo em  18 de dezembro de 1936.
17. O senhor Ezequias  Fonseca – braço direito do Sr. Jeremias Venâncio dos Santos era o  encarregado de executar as tarefas práticas para que se cumprissem as exigências legais necessárias para que fosse possível a Emancipação Política de Cuité.
18. O senhor Ezequias Fonseca percorreu a pé e a cavalo todo o Município de Cuité, casa por casa,  abordando pessoa por pessoa,  no sitio e na cidade,  em busca das assinaturas necessárias para que se efetivasse uma   das etapas do processo de Emancipação.

19. 19/03/1936 Jeremias Venâncio dos Santos, fundou a Cooperativa de Crédito Rural de Cuité, LTDA.

20. O calendário das festividades locais alusivas a Emancipação Política de Cuité em 25 de janeiro de 1937 foi intenso, constando de Alvorada, bandas de música, festas populares e fogos de artifícios, além de um jantar na residência do Sr. Basílio Magno da Fonseca oferecido as visitas ilustres que compartilharam das aspirações do povo  cuiteense.  Foi um jantar onde foram usados 200 talheres.

FONTE: Cuité; Terra Nossa; José Pereira Sobrinho, 2001.
               Cidadão da minha Rua; José Pereira Sobrinho, 2005.
               Livro do Município de Cuité, Projeto Gincana Cultural 1983; Descubra á Paraíba.
               O Diário de Vovô Pedro; Pedro Simões Pimenta, Cuité – PB, 1986.
               Bordados de uma Vida; Julieta Lima e Costa, outubro de 2010.
                Ao nosso querido Oswaldo; Leda Venâncio; João Pessoa, 2010.
Eliel Soares  -  Historiador


Category:

6 comentários:

  1. Parabéns Eliel pela publicação,lendo a mesma fiquei sabendo um pouco mais da historia de nossa cidade.

    ResponderExcluir
  2. NÃO RESTA DUVIA A HISTORIA DE CUITE É LINDA MESMO.
    MAS VAMOS FALAR DO SOFRIMENTO DE NOS SOSSEGUENSES, QUANDO NOS PERTENCIA AI A CUITÉ SOSSEGO PARECIA ERA TERRA ESQUECIDA, DESSE MUNICIPIO. QUANDO O DOUTOR MEDEIROS ERA PREFEITO DE CUITE E SOSSEGO ERA DISTRITO DE CUITE. ELE PASSAVA AQUI EM SOSSEGO INDO PRA UMA FAZENDA QUE ELE TINHA ALI EM CAOA DE DENTRO COM UM JORNAL NO ROSTO PRA NAO OLHAR O POVO DE SOSSEGO. POIS ELE AXAVA QUE NOIS FOSSEMOS TUDO MIZERAVEIS. RESUMINDO CUITE UMILHU MUITO SOSSEGO QUANDO ERA DISTRITO DAI MAS GRAÇAS A DEUS NOS SE LIBERTAMOS DE CUITE.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Eliel pela pesquisa e pela publicação, é sempre bom saber um pouco mais da nossa história!

    E parabéns mais que especial para minha cidade que tanto amo!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Eliel, pela pesquisa e pela publicação! É sempre bom aprender um pouco mais da historia da nossa cidade! Parabéns também para Cuité essa cidade tão amada, pelos seus 75 anos de emancipação política.

    ResponderExcluir
  5. A letra do Hino de Cuité é de Nelsom Fonseca, mas a música, acredito que não.
    Acho que João de Terto sabe o nome do maestro que escreveu a música. Por isto Eliel pergunte a João.

    ResponderExcluir
  6. A história de cuite e igual a muitas por aí cuite e só mais um joao

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!