.

Dr. Jaime Fala Sobre Saída de Médicos do HRP

Cuité Pb online | 13:39 | 1 Comentários

Partilhar

Numa entrevista exclusiva concedida   e veiculada no Jornal da Rádio Cenecista AM, o ainda diretor do Hospital Regional de Picuí Dr. Jaime, demonstrou sua preocupação com a saída de vários profissionais médicos daquele complexo hospitalar.

Segundo Dr. Jaime, vários médicos pediram prá sair, pois não concordam com a atual política econômica do Governo do Estado no que diz respeito aos salários dos profissionais médicos.

No inicio da administração estadual, o governo reduziu os salários e os médicos já ficaram inquietos, mas mesmo assim continuaram trabalhando, agora o governo cortou a produtividade e ai foi à gota d’água para os pedidos de afastamentos, pois a grande maioria desses profissionais é de fora. Apesar dos imprevistos o Hospital já realizou quase 650 cirurgias esse ano. “Faz-se necessário a volta desses profissionais para o bom funcionamento do nosso Hospital que está em fase de crescimento e logo será um dos grandes hospitais do Estado”.

 Indagado sobre seu pedido de exoneração da direção do hospital, o mesmo confirmou seu pedido de afastamento através de oficio enviado a Secretaria de Saúde do Estado desde o dia 25 de Julho passado, mas até agora não recebeu nenhuma resposta do órgão competente, mas seu ideal é mesmo de deixar a direção do hospital e ficar apenas cumprindo com seus plantões médicos, pois o mesmo é funcionário efetivo do Estado. “Mas o hospital não pode funcionar apenas com quatro médicos, Dr. Sebastião, Drª Hilda, Drª Vandete e ele próprio, não podemos voltar a fazer aquele sistema de ambulanciaterapia, chega um paciente com um problema que poderia muito bem ser tratado aqui e ter que mandar para Campina Grande por falta de especialista! Em vez de evoluirmos estamos regredindo?”- pergunta.

O almoxarifado, a farmácia, os enfermeiros, o corpo administrativo, ambos estão indo muito bem. A questão maior foi o corte da produtividade dos médicos, pois segundo Dr. Jaime, pelo menos isso deveria ser mantido como incentivo para manter os médicos atendendo nos hospitais do interior. “Torço por um entendimento entre os médicos e o Governo do Estado para que possamos tentar recuperar a equipe perdida, o que pode ser difícil, mas tentaremos recuperá-la sendo resolvido esse impasse financeiro” - disse.  

Francisco Araújo

Category:

Um comentário:

  1. a bom e nesse governo tem problema financeiro com a saude? eu pensava que a saude só não prestava em Cuité?

    ResponderExcluir

Deixe aqui registrada a sua opinião, este é um espaço aberto ao debate!
A sua identificação é bem vinda!
Acima de tudo RESPEITO às opiniões!

Participe e volte sempre!